Andrea Martins

Crônicas publicadas no projeto.

O homem diante do gol

O homem diante do gol é sempre fraco. Ânsia e expectativa. Frustação e medo. Covardia e vontade. O estômago que revira, a mão que sua, o pelo que arrepia. O homem diante do gol é mentira. É mídia. É vergonha. O homem diante do gol é todo dia. A última chance do segundo. A corrida contra o tempo. O carrinho, o atropelo. O homem diante do gol é patético, é

Leia Mais »

No intervalo de uma Copa

Cabe empate, despedida, gol contra. Gente que fez a gente passar vergonha, texto mal compreendido, falta perdida, racismo, resgate na Tailândia. Cabe gol da Bélgica, feiticeiro da copa, canarinho pistola, bloqueio no facebook. Cabe esquenta com os amigos, festa junina, acréscimos na balança. Cabe Lula solto e Lula preso, Maradona muito louco, pernas do Cristiano Ronaldo, gritar até ficar rouco. Cabe crônicas da copa, jogo do Brasil no trabalho, ressaca

Leia Mais »

Segue o Jogo

A primeira fase da Copa está acabando e muitas seleções já se preparam para voltar aos seus países. No momento em que escrevo esta crônica, Egito e Arábia Saudita, mesmo já desclassificados, lutam para fazer uma última partida digna. Salah, o “faraó” da seleção egípcia, lida com a frustração de um rendimento abaixo do esperado. No sábado passado, assistimos à batalha da Alemanha para vencer a Suécia e se manter

Leia Mais »

A Copa mexe com a gente

Não adianta pintar a rua com as cores da Argentina, desligar a TV, xingar o Neymar ou marcar um retiro espiritual no dia do jogo do Brasil: é quase impossível passar indiferente à Copa. Já me vi acordando de madrugada para ver os jogos da Seleção no Mundial do Japão e Coreia, quase perdendo um emprego porque o chefe não queria dispensar a galera no Mundial de 2014 e pagando

Leia Mais »

No que você é craque?

Tem gente que é craque em desenho. Há quem bata um bolão em matemática. Outros, marcam um golaço em música. Às vezes a vocação aparece cedo. Em alguns casos, precisa ser explorada, lapidada, cavada bem lá no fundo. Um dia desses, assistindo a uma reportagem sobre o perfil dos jogadores da seleção, descobri que o Neymar, com 4 anos de idade, colecionava 54 bolas de futebol. Mas que chatice devia

Leia Mais »

Viver a Copa

Esses dias fiquei pensando como seria se minha vida fosse uma Copa. De 4 em 4 anos, eu contrataria um técnico encarregado de me tornar campeã do mundo. Ainda que eu estivesse fora de forma, desacreditada e quase sem apoio da torcida, ele apostaria em mim. De manhã, principalmente nos dias gelados, ele me arrancaria da cama e me faria uma bela preleção: acorda aí, campeã. Vamos partir com tudo

Leia Mais »

Crônicas publicadas no projeto.

O homem diante do gol

O homem diante do gol é sempre fraco. Ânsia e expectativa. Frustação e medo. Covardia e vontade. O estômago que revira, a mão que sua, o pelo que arrepia. O homem diante do gol é mentira. É mídia. É vergonha. O homem diante do gol é todo dia. A última chance do segundo. A corrida contra o tempo. O carrinho, o atropelo. O homem diante do gol é patético, é

Leia Mais »

No intervalo de uma Copa

Cabe empate, despedida, gol contra. Gente que fez a gente passar vergonha, texto mal compreendido, falta perdida, racismo, resgate na Tailândia. Cabe gol da Bélgica, feiticeiro da copa, canarinho pistola, bloqueio no facebook. Cabe esquenta com os amigos, festa junina, acréscimos na balança. Cabe Lula solto e Lula preso, Maradona muito louco, pernas do Cristiano Ronaldo, gritar até ficar rouco. Cabe crônicas da copa, jogo do Brasil no trabalho, ressaca

Leia Mais »

Segue o Jogo

A primeira fase da Copa está acabando e muitas seleções já se preparam para voltar aos seus países. No momento em que escrevo esta crônica, Egito e Arábia Saudita, mesmo já desclassificados, lutam para fazer uma última partida digna. Salah, o “faraó” da seleção egípcia, lida com a frustração de um rendimento abaixo do esperado. No sábado passado, assistimos à batalha da Alemanha para vencer a Suécia e se manter

Leia Mais »

A Copa mexe com a gente

Não adianta pintar a rua com as cores da Argentina, desligar a TV, xingar o Neymar ou marcar um retiro espiritual no dia do jogo do Brasil: é quase impossível passar indiferente à Copa. Já me vi acordando de madrugada para ver os jogos da Seleção no Mundial do Japão e Coreia, quase perdendo um emprego porque o chefe não queria dispensar a galera no Mundial de 2014 e pagando

Leia Mais »

No que você é craque?

Tem gente que é craque em desenho. Há quem bata um bolão em matemática. Outros, marcam um golaço em música. Às vezes a vocação aparece cedo. Em alguns casos, precisa ser explorada, lapidada, cavada bem lá no fundo. Um dia desses, assistindo a uma reportagem sobre o perfil dos jogadores da seleção, descobri que o Neymar, com 4 anos de idade, colecionava 54 bolas de futebol. Mas que chatice devia

Leia Mais »

Viver a Copa

Esses dias fiquei pensando como seria se minha vida fosse uma Copa. De 4 em 4 anos, eu contrataria um técnico encarregado de me tornar campeã do mundo. Ainda que eu estivesse fora de forma, desacreditada e quase sem apoio da torcida, ele apostaria em mim. De manhã, principalmente nos dias gelados, ele me arrancaria da cama e me faria uma bela preleção: acorda aí, campeã. Vamos partir com tudo

Leia Mais »