Douglas Tufano

Crônicas publicadas no projeto.

Douglas Tufano

De repente, do riso fez-se o pranto

Bastaram alguns minutos para os torcedores brasileiros ficarem tristes. Quando vi meu vizinho e seus filhos chorando sentados na calçada, entendi melhor o que é ser torcedor. O garoto menor não se conformava. Acho que pensava: como pode ser isso? De repente, assim sem mais nem menos, o time do Brasil vai voltar pra casa? Acabou o campeonato? E a

Leia mais »
Douglas Tufano

MILAGRE!

Final de jogo: Brasil 1 x 0 Suíça. Sem Neymar. Da minha sacada, vejo alguns vizinhos na rua. Estão alegres, se abraçam, riem. E de repente lembro que alguns são bolsonaristas e outros são petistas. Mas estão confraternizando! Semanas atrás se xingavam e agora se abraçam e comemoram a vitória da seleção. Milagre! Talvez seja essa a magia do esporte,

Leia mais »
Douglas Tufano

Vizinho

VIZINHO Quando vi meu vizinho pintar a bandeira do Brasil no meio da rua, logo desconfiei: estava chegando a Copa do Mundo. Animados, ele e os filhos repintavam a bandeira em cima do asfalto, depois de quatro anos. E renovavam as esperanças de poder gritar “campeão”. Os filhos são pequenos, nunca viram o Brasil ser campeão, acho até que duvidam

Leia mais »

Crônicas publicadas no projeto.

De repente, do riso fez-se o pranto

Bastaram alguns minutos para os torcedores brasileiros ficarem tristes. Quando vi meu vizinho e seus filhos chorando sentados na calçada, entendi melhor o que é ser torcedor. O garoto menor não se conformava. Acho que pensava: como pode ser isso? De repente, assim sem mais nem menos, o time do Brasil vai voltar pra casa? Acabou o campeonato? E a festa que estava programada para os próximos jogos? E a

Leia Mais »

MILAGRE!

Final de jogo: Brasil 1 x 0 Suíça. Sem Neymar. Da minha sacada, vejo alguns vizinhos na rua. Estão alegres, se abraçam, riem. E de repente lembro que alguns são bolsonaristas e outros são petistas. Mas estão confraternizando! Semanas atrás se xingavam e agora se abraçam e comemoram a vitória da seleção. Milagre! Talvez seja essa a magia do esporte, principalmente quando se trata da seleção. “Todos ligados na mesma

Leia Mais »

Vizinho

VIZINHO Quando vi meu vizinho pintar a bandeira do Brasil no meio da rua, logo desconfiei: estava chegando a Copa do Mundo. Animados, ele e os filhos repintavam a bandeira em cima do asfalto, depois de quatro anos. E renovavam as esperanças de poder gritar “campeão”. Os filhos são pequenos, nunca viram o Brasil ser campeão, acho até que duvidam que tenha sido, mas enfim, lá estão eles se divertindo.

Leia Mais »