Todo poder às mulheres!

Que Deus é brasileiro, todo mundo sabe. E deve ser mineiro, com certidão de nascimento lavrada e passada em algum cartório de uma cidadezinha escondida entre as montanhas das Minas Gerais.
Digo isso pela divina matreirice do Pai Eterno em dissimular e esconder sua preferência futebolística nacional. Alguém seria capaz de me mostrar em qual capítulo ou versículo das Sagradas Escrituras se encontra a menção sobre o time de coração do Criador ?
Entretanto, quando se trata de jogo de copa do mundo em que, graças a Ele já ganhamos cinco, imagino-O soberbo e soberano em seu trono, envergando túnica amarela, cercado pela torcida dos anjos e santos agitando suas bandeiras (afinal, quem ousaria contrariar sua deífica ira ? ), nervoso porém confiante no futebol canarinho.
Sei que Ele, onipotente e onisciente, porém justo, evita interferir nos resultados; como todo mortal, feito à sua imagem e semelhança, embora propositadamente,…apenas torce !
Mesmo sendo Pai Eterno, sem medida material de tempo, acredito também já estar impaciente com a atual secura de títulos da seleção; ganhamos a última copa em 2002 ! E deve estar doido pra tocar seu celestial dedo na ponta da chuteira de um de nossos artilheiros, à maneira da cena da criação de Adão, imortalizada por Michelangelo no teto da Capela Sistina;…quem sabe assim vai !
E Deus deve ter esgotado sua santa serenidade e tolerância com este time, já que, na última copa, ano passado na Rússia, foi derrotado por 2 x 1 nas quartas de final pela Bélgica, simbolizada por seus jogadores nas figuras de seus figadais e perpétuos inimigos: “os diabos vermelhosˋˋ ! E olha que o Todo-Poderoso tinha no seu (nosso) time ninguém menos que Jesus (não, não,…infelizmente não Ele,…mas o Gabriel – embora nome de anjo !),…e Neymar, que mais lembrava o quadro Anjo Caído, do pintor francês neoclássico Alexandre Cabanel !
Bem, a fila do futebol anda. A próxima copa do mundo de futebol masculino, só em 2022, e a seleção está prestes a iniciar uma Copa América em casa,…na casa Dele !
Que os ventos divinais soprem a nosso favor.
Encerrado este capítulo, vamos ao próximo: o futebol feminino.
Considerada a mais bela criação de Deus, a mulher tudo pode. Inverte-se, transforma-se a regra básica do Gênesis de que ela nasceu da costela masculina; pela evolução, é ela quem concebe o homem…simples assim !
Então, nada mais justo que ela seja o que quiser ser, até jogadora de futebol. Que encha de beleza e graça os gramados, nos meneios de seus quadris, no bailado de suas torneadas pernas, fazendo a bola, submissa, render-se aos seus encantos.
E Deus, satisfeito com sua formosa criatura, certamente ficará fascinado com seus dribles, arremates, voleios delicados mas vigorosos com o pé ou de cabeça,… e gols !
A nossa seleção, que disputa o mundial na França, tem a força, o charme e o carisma necessários para tanto, com as bênçãos e proteção Dele.
Já que estamos num contexto sagrado, onde a fé, religião e crenças se misturam ao futebol, por que não pedirmos ajuda, por exemplo, a Santa Bárbara, que interceda para que nossa goleira não sucumba às tormentas e tempestades ?
Ou mesmo a Santa Beatriz, a santa da decisão, da força de vontade ? Isso sem falar na nossa maior, mais completa, a craque do time, capitã Marta, que chama para si a responsabilidade, que define, que leva o time nas costas, que acolhe e consola as companheiras nos maus momentos,…igual sua protetora, Santa Marta !
Abençoadas meninas. Que a fé, atributo maior de nosso povo sofrido, seja-lhes benéfica e inspiradora.
E que também a esperança, substantivo igualmente feminino, seja a mola propulsora para vitórias e conquistas.
Chegou a hora da mulher ser reconhecida por alçar voos cada vez mais altos no futebol, a exemplo de sua participação nos outros esportes. Apoio, incentivo e renovação são necessários.
Que ela não seja mais vista tão somente como musa passiva e contemplativa, como nos quadros de Botticelli ( O Nascimento de Vênus ) , de Da Vinci ( La Gioconda ) , podendo ser mais ativa ainda que a Diana Caçadora de Renoir; talvez alguma heroína rebelde e contestadora, digna de uma Frida !
Enfim, todo poder às mulheres, às nossas meninas do futebol, na casa dos 20, dos 30, e até dos 40, como nossa jovem Formiga, a atleta insistente, incansável, resiliente !

Compartilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Curta nossa página no Facebook e acompanhe as crônicas mais recentes.

Crônicas Recentes.