Cronistas participantes.

Confira a escalação da nossa seleção.

Andrea MartinsAndrea Martins

Publicitária, roteirista, mãe de cachorro e boa de copo. Durante 8 anos, foi dramaturga do grupo de comédia“As Olívias”, onde escreveu a peça “As Olívias Palitam”, a websérie “As Olívias Queimam o filme” e o programa “Olívias na TV”, veiculado no Multishow. Não entende nada de futebol, mas torce muito. Principalmente, para que a cerveja não acabe.

Carlos CasteloCarlos Castelo

Carlos Castelo escreve crônicas desde o final dos anos 1980. É autor de 11 livros.
Começou no Caderno 2, do Estadão, depois colaborou com Playboy, Jornal da Tarde, Exame Vip, Pasquim 21, Caros Amigos, Bravo, entre outros.
Atualmente é cronista do Estadão (Crônica por Quilo), revista Propaganda e Ponto (Sesi-SP).

Cássio ZanattaCássio Zanatta

Cássio Zanatta é redator e escritor, não necessariamente nessa ordem. Já foi redator e Diretor de Criação da AlmapBBDO, DM9, Africa, DPZ e outras importantes agências brasileiras. Recentemente foi eleito para o Hall da Fama no CCSP. Escreve crônicas semanais para The São Paulo Times e para a revista digital Rubem. É autor do livro de crônicas “A Menor Importância”, editado pela Realejo Livros. Mas, principalmente, é natural de São José do Rio Pardo, o que explica muita coisa.

Cezar FittipaldiCezar Fittipaldi

Escritor diletante, ourinhense de nascimento e coração, professor de escola pública, ex-empresário, eterno sobrevivente nesse país de desafios, encara a vida como uma gigantesca obra literária em tempo real. Seu esporte favorito é o automobilismo, gosta de basquete, atletismo, natação e o futebol já foi mais apreciado. Já assistiu a numerosas copas do mundo, todas pela televisão, e torce comedidamente pelo time do Brasil, sabendo separar ufanismo e nacionalismo de amor ao esporte.

Christian Ingo Lenz DunkerChristian Ingo Lenz Dunker

Christian Ingo Lenz Dunker é psicanalista, professor Titular do Instituto de Psicologia e palmeirense praticante. Venceu uma vez o prêmio Jabuti em “Psicanálise e Psicologia” e foi vice-campeão em “Psicanálise, Psicologia e Comportamento”. Jogou em várias faculdades antes de ter seu passe adquirido pela USP em 2004. Trabalha sempre na meia-esquerda, com lançamentos verticais de Lacan para a Hegel, com cruzamentos constantes para a antropologia e tabelinhas filosóficas com Vladimir Safatle e Nelson da Silva Jr, sempre no ataque no Laboratório de Teoria Social, Filosofia e Psicanálise da USP.

Clara ArreguyClara Arreguy

Clara Arreguy é jornalista e escritora. Mineira de Belo Horizonte, mora em Brasília desde 2004. Trabalhou nos jornais Estado de Minas e Correio Braziliense, na revista Veja Brasília, em assessorias de imprensa de empresas e governos. Tem 18 livros publicados. Dois deles falam sobre esportes: o romance "Segunda divisão" (Lamparina, 2005) e o volume de contos "Sonhos olímpicos" (Franco, 2014). Um, sobre jornalismo: "Bola Dentro, um furo de reportagem" (Outubro, 2018). Desde 2006 assina um blog sobre literatura: clara-arreguy.blogspot.com. (Foto: Eugênia Alvarez).

Cristina DiasCristina Dias

Cris Dias, Cris Days, enfim, Maria Cristina Dias Alves é poeta, professora e publicitária, nasceu e reside em São Paulo, capital. Além de poesias e haicais, escreve contos e crônicas, algumas publicadas na revista Filhos. Em 2015, foi finalista do Prêmio Off Flip de Literatura com o conto Pé de Figo e, por duas vezes, do Encontro Brasileiro de Haicai. É doutora em Ciências da Comunicação pela ECA/USP e mestre em Comunicação e Práticas de Consumo pela ESPM/SP, onde também se graduou. Atua há mais de 25 anos como redatora publicitária e diretora de criação e, atualmente, é docente dos cursos de Publicidade e Propaganda da ECA/USP e do Centro Universitário Belas Artes de São Paulo.

Daniel MinchoniDaniel Minchoni

daniel minchoni é poeta, corintiano, maloqueiro e sofredor, graças a deus.

Daniel RibasDaniel Ribas

Daniel Russell Ribas é membro do coletivo literário “Clube da Leitura”, e organiza um encontro paralelo do grupo no sebo Belle Époque Discos e Livros, no Méier. Organizou e participou das coletâneas “Para Copacabana, com amor” (Ed. Oito e meio), “Monstros Gigantes – Kaijus”, em parceria com Luiz Felipe Vasquez, (Editora Draco). Escreve quinzenalmente às segundas-feiras no site de crônicas RUBEM (www.rubem.wordpress.com).

Débora PintoDébora Pinto

Débora Pinto é jornalista e pesquisadora audiovisual nas áreas de educação e cultura - estudou artes cênicas e terapias corporais neo-reichianas. Costura experiências sensíveis utilizando a palavra (impressa, vocalizada ou corporificada) como seu principal recurso de expressão. Tem na crônica uma linguagem chave para a prática de sua escrita em seus campos de atuação e de sua interação poética com o mundo. Vez ou outra se vê pedindo conselhos para o Rubem Braga.

Emanuel Madeira MaschiettoEmanuel Madeira Maschietto

Tem colunas nos jornais OJornalzinho, Agora Rio Pardo e Jornal de Noticias Mococa. Tem um livro publicado, Tudo pode dar certo!

Esther AlcântaraEsther Alcântara

Poeta em essência, também escreve crônicas e letras de música. Nasceu em Monte Aprazível (SP) e há muito vive na capital paulista. Especialista em Língua Portuguesa, atua como editora, preparadora e revisora de textos, além de produzir conteúdo para livros didáticos; eventualmente também é professora. Apaixonada por livros, dedica-se ainda à encadernação artística. Entre suas produções estão o livro de artista Raízes, exposto na Biblioteca Mário de Andrade em 2015, e o minilivro de poemas Vinte poemas para serem lidos com lupa, lançado na Feira Miolo 2016. Seus poemas passeiam por saraus paulistanos, antologias, revistas e sites. Em 2017 publicou Piracema, livro de poemas, e fundou a Carpe Librum Editora. No momento organiza o Sarau Vosz, um novo projeto na periferia de São Paulo. Para Esther, poesia está sempre na pauta do dia.

Fátima El KadriFátima El Kadri

Nascida em 1984, em São José dos Campos (SP), vive em Santo André (SP) e é jornalista pós-graduada. Já publicou poemas em diversas coletâneas, como Ponte dos Sonhos – do Brasil para Frankfurt, o melhor da nossa terra (2010), e do VIII Concurso Nacional de Poesia Menotti Del Picchia (2001). Participou da coletânea Crônico! – Crônicas Brasileiras Ilustradas (2011), pela Multifoco Editora, e também do livro de contos A imaginação é um abismo (2016), além de contribuir com alguns sites, como Projeto Releituras e Texto de Garagem. Uma eterna apaixonada pelas palavras e pelas possibilidades que elas lhe dão.

Fernanda de AragãoFernanda de Aragão

Mestre e doutora pela Unicamp, é professora universitária e está à frente da UniComplementar. Arte-experimentadora, criou o projeto Diz-Quetes, e outros, junto ao Letra Corrida, ateliê de Literatura e Criatividade. Escritora, seu primeiro livro, Língua Crônica, foi premiado pela União Brasileira de Escritores. Alegre e inquieta, vive o mundo dos fanzines. É paulistana de nascimento. Em conjunto com amigos criou o blog Ser-Tão Paulistano. “Fê.liz”, se diz mais “Fê.bricitante” do que “Fê.menina”.

Guta RezendeGuta Rezende

Cronista
Um livro publicado: Abri a Geladeira e Cadê o Tomate.
Um livro publicado como ghost-writer Do Causo à Anedota.
Corintiana de coração, palmeirense por amor aos netos.

Heloísa RamirezHeloísa Ramirez

Sou Heloísa Ramirez, em primeiro, psicanalista, depois esposa, mãe e avó. Sempre gostei das letras, ler e escrever são paixões. Há alguns anos tenho me dedicado quase que exclusivamente aos textos psicanalíticos, mas estou muito propensa a mudar isso. Herdei, do meu pai o traço da escrita. Ele sempre gostou de escrever pequenas crônicas, trovas, acrósticos, brincava com textos sempre bem humorados. Gosto de uma boa roda de conversas, de contação de causos, ou simplesmente, de jogar prosa pro ar, isso aprendi a gostar com vovó, mineira, cheia de ginga e malícia na fala. No mais, adoro estar psicanalista, pensar psicanálise e viajar. Sinto não participar mais ativamente do meu tempo na polis como outrora. Fui audaciosa um dia, não mais, falta-me fôlego, resta-me os pequenos encontros que às vezes se fazem atos.

João Batista FreireJoão Batista Freire

Nascido às 13 horas, dia de São João, em Santos. Escola primária no Morro do São Bento, jogador de bola em campinho de terra e pedras, torcedor sofredor do São Paulo. De tanto minha mãe insistir fiz faculdade de Ed. Física, Mestrado e até Doutorado. Gosto mesmo é de escrever, mas como é preciso assunto para escrever enfiei de tudo, de futebol a motricidade humana, de pular corda a pedagogia do movimento. E assim, tenteando e enganando a dita cuja, vou vivendo e já cheguei nos 70.

João NunesJoão Nunes

João Nunes é crítico de cinema formado em jornalismo e teologia. Tem vários livros publicados, entre eles, O Dia em que Paul Morreu (ficção em e-book, editora Copacabana, 2014) e Estou Vivo (livro de depoimentos, Editora Pontes, 2017). Tem dois romances inéditos: Hemisférios e Um Dia na Vida.

João Paulo RodriguesJoão Paulo Rodrigues

Publicitário, redator, sócio-cofundador da We Humans, agência colaborativa. Paulistano, nascido na ZL, Corinthiano, claro. Deixei os gramados em 2015 quando o Vicente, meu filho mais velho, deixou de me convocar para o gol-a-gol. Atualmente comento jogos para minhas duas filhas mais novas, Isadora e Heloísa. Nas horas vagas sou baterista de rock, que tem tudo a ver com futebol.

José Guilherme VerezaJosé Guilherme Vereza

José Guilherme Vereza tem 42 anos. De propaganda, claro. É redator, diretor de criação, roteirista, escritor, professor, pós graduado em Pedagogia. Que guinada, hein?  Trabalhou em várias agências de publicidade importantes nacionais e multinacionais. Ganhou alguns prêmios nacionais e internacionais, mas a modéstia lhe impede de estender este assunto. Publicou três livros – dois de contos e um romance – e está em vias de lançar o quarto, o segundo romance, em setembro deste ano. Todo mês escreve um conto na web revista Samizdat. Ama futebol, histórias e escrever. De preferência, ficção. Onde vive um pouco do que viveu e um muito que do nunca viveu.

Lília RebelloLília Rebello

Lília Rebello não gosta de viajar de pacote, curte mesmo é inventar um roteiro. Ex-atriz (existe isso?), jornalista pela PUC-SP, com especialização em comunicação corporativa pela ESPM-SP, acredita que os pontos fortes do seu currículo são a avó nonagenária, a experiência como palhaça de hospital e uma fuga temporária pra Europa (na bio deveria constar “sabático”, mas foi desespero mesmo). Escorpiana com ascendente em Touro e Lua em Peixes, está sempre no meio da enxurrada. Aos 40 começa a achar que o seu barquinho já passou – ou afundou (e os boletos chegando...). Nunca ganhou prêmio nem lançou livro, porém ainda pretende dar algum orgulho pra mãe. Mantém o blog voutecontar.blog.br desatualizado e não entende patavina de futebol. Mas tem uma camisa da seleção assinada pelo Careca e muita saudade do pai palmeirense.

Lilian LovisiLilian Lovisi

Minha cabeça poderia ser uma bola que rola, não em pés de jogadores, mas nas mãos de muitos autores. Amo ler. Amo escrever.
Minha cabeça rola pelas árvores, pelas nuvens, pelas asas dos passarinhos. Minha cabeça poderia ser também bola de papel.
Papel bem amassado de rascunho cheio de palavras formando um globo. Um outro globo que não é o nosso. Sem imaginação não dá para sobreviver neste mundo. Eu não consigo. Se ele tá ruim eu invento outro mundo, outro globo, nem que seja só pra mim. Não sei se isso é doidice. Autismo. Crônica. Conto. Romance. Acho que é amor.
www.pinturadepalavras.blogspot.com/

Luciano Villalba NetoLuciano Villalba Neto

Sou Luciano Villalba Neto, dentista e jornalista por formação acadêmica. Atualmente, divido meu tempo entre a saúde e o esporte. Fui dentista de clubes de futebol, coordenei categorias de base. Num deles, fui blogueiro, e a função me inspirou para a graduação no Jornalismo. Como amo ler e escrever, sou escritor por opção.

Marcela DiasMarcela Dias

Espelhos são cruéis.Lembro quando encontrei um “pédegalinha”. Fora os cabelos brancos. Foi tenso, mas relevei. Prefiro acreditar que eles valorizam o que já vivi, ainda mais depois dos 30. Santo retorno de Saturno, que me jogou numa jornada de autoafirmação que nem a faculdade de Psicologia me proporcionou. Nessa loucura, redescobri a escrita. Costumava escrever até no guardanapo da pizzaria, mas a vida me fez deixar isso de lado. Até que senti que precisava me ouvir de novo. E me descobri poeta… e vou aprendendo a me olhar mais no espelho, até pra encontrar outra ruga, outro cabelo branco.

Marcelo TieppoMarcelo Tieppo

Marcelo Tieppo é jornalista esportivo e cobre a Copa profissionalmente desde 94. Foi editor-executivo do Esporte Espetacular e do Globo Esporte. Como repórter do saudoso jornal Gazeta Esportiva, cobriu a Copa de 98, na França. É viúvo declarado da Seleção de 82 e autor do livro: "Tocando a Vida".

Marcelo Zogbi AraújoMarcelo Zogbi Araújo

Estudante do ensino médio,14 anos, praticante de basquete, palmeirense roxo, fanático por futebol. Além de tudo, é um excelente filho e um escritor amador.

Márcio Assêncio AraújoMárcio Assêncio Araújo

É redator, mas como não se contenta com os pequenos espaços dos anúncios publicitários, resolveu escrever crônicas, contos, roteiros e até publicou um livro infantil. Ainda insiste em torcer para o Guarani, o que prova que gosta muito de futebol. É um dos idealizadores e produtor do Projeto Crônicas da Copa.

Márcio NogueiraMárcio Nogueira

Redator publicitário e fanático por futebol, não necessariamente nessa ordem, trabalhou em diversas agências de São Paulo, do Norte e Nordeste, por isso seu coração alvinegro também admite algumas outras cores (verde, que verde?). Hoje trabalha na Comunicação da Cinemateca Brasileira e vive o dia-a-dia de outra das suas paixões: o cinema. Já viu muitas Copas e espera ver muitas ainda, com a bênção dos deuses do futebol.

Maria Valéria RezendeMaria Valéria Rezende

Maria Valéria Rezende nasceu em 1942, em Santos (SP), onde morou até os 18 anos. Em 1965 entrou para a Congregação de Nossa Senhora - Cônegas de Santo Agostinho. Sempre se dedicou à educação popular, primeiro na periferia de São Paulo e, a partir de 1972, no Nordeste. Viveu no meio rural de Pernambuco e da Paraíba e, desde 1986, mora em João Pessoa. Maria Valéria estreou na ficção em 2001, com o livro de contos Vasto mundo. Depois, escreveu livros infanto-juvenis e o elogiado romance O Voo da guará vermelha. A autora, que costura referências das culturas erudita e popular, “é uma revelação em nossas letras”, como disse Frei Betto.

Mariana Salomão CarraraMariana Salomão Carrara

Mariana Salomão Carrara é paulistana, nascida em 1986. Tem um livro de contos (Delicada uma de nós) e dois romances publicados (Idílico, e o recente Fadas e copos no canto da casa). Recebeu prêmios nacionais como Off-flip, SESC-DF, Felippe D'Oliveira (2015 e 2016), Sinecol, e Josué Guimarães. Publicou um conto na revista do SESI/SP, outro na revista do SESC-SP e um na Revista Liberdades, do IBCCRIM. Uma primeira versão do romance Fadas e copos no canto da casa foi finalista e menção honrosa no Prêmio Nascente USP-2009. É Defensora Pública desde 2011 e aluna do CLIPE 2018.

Maurício de AlmeidaMaurício de Almeida

Maurício de Almeida é autor de “Beijando Dentes” (Record, 2008), vencedor do Prêmio Sesc de Literatura 2007 na categoria contos, e do romance “A Instrução da Noite” (Rocco, 2016), vencedor do Prêmio São Paulo de Literatura 2017 na categoria melhor livro do ano estreante até de 40 anos.
Foto: Sylvana Lobo

Maurício Melo Jr.Maurício Melo Jr.

Nasceu em Catende, Pernambuco. Diplomado em Comunicação Social e pós-graduado em Ciência Política e Economia, é escritor, jornalista, crítico literário e documentarista. Foi crítico literário e repórter de cultura do Correio Braziliense entre 1989 e 1999. Escreveu resenhas literárias para o Jornal do Brasil (RJ) e Zero Hora (RS). Escreveu e publicou diversos livros infantojuvenis, além de uma novela e um volume de crônicas. Tem contos publicados em diversas antologias. Participou, como palestrante, de diversos eventos literários. Foi júri em diversos concursos literários, como o 19º Concurso de Contos Luiz Vilela (Ituiutaba/MG, 2009). É jornalista da TV Senado, onde, desde 2001, dirige e apresenta o programa Leituras, dedicado à literatura brasileira. Escreve resenhas literárias para o jornal Rascunho (Curitiba/PR) e crônicas semanais para o blog Jornal da Besta Fubana (Recife/PE).

Nanete NevesNanete Neves

Nanete Neves é paulistana, jornalista e escritora, com duas pós-graduações em escrita literária. Hoje vive de escrever, editar e ministrar oficinas, além de atuar como leitora crítica, preparadora de originais e coach para autores. É autora da novela De âmbar e trigo (@link Editora, 2016); O Poeta e a foca (Pasavento, 2015, esgotado); Batendo ponto: uma colherada de humor na hora do cafezinho, ao lado de Nelson de Oliveira e Marcelino Freire (Novo Século, 2013) e Lavoura dourada (Évora, 2010). Participa ainda de diversas antologias de contos no Brasil e em Portugal.

Octávio NovaesOctávio Novaes

Octavio Novaes é artista plástico, chargista, caricaturista e cartunista, nascido na capital paulista onde trabalhou em diversos jornais, como o Notícias Populares, Folha da Tarde, Jornal da Tarde, Gazeta Mercantil e Jornal do Brasil. A tira Sir Ney publicada na FT, lhe rendeu o prêmio HQMix de melhor álbum de humor, e o prêmio Ângelo Agostini, de melhor roteirista de humor. Participou de diversas publicações e por dois anos foi responsável pela página de humor da revista Forbes, além de realizar um quadro com charges de esportes animadas na TV Cultura. Em 2016, teve um Sketch book lançado pela Editora Criativo e, em 2017, publicou post cards com algumas de suas obras.

Ovídio Poli JúniorOvídio Poli Júnior

Ovídio Poli Junior é graduado em Filosofia e doutor em Literatura Brasileira pela USP. Foi finalista no Prêmio Guimarães Rosa/RFI (Paris) e teve destaque em concursos e prêmios literários brasileiros: Paranavaí, Paulo Leminski, Luiz Vilela, FLIPORTO, Unicamp 40 anos e Newton Sampaio. Publicou O caso do cavalo probo (novela satírica), Sobre homens & bestas (contos), A rebelião dos peixes (infantojuvenil) e Na varanda: artigos e ensaios de crítica literária. É editor do Selo Off Flip e curador do Prêmio Off Flip de Literatura. Ministra oficinas de criação, cursos e palestras na área de literatura.

Robson Luiz VeigaRobson Luiz Veiga

Robson Luiz Veiga - Natural de Minas Gerais, mas paraense de coração e goiano por paixão - Professor de Literatura e Coordenador da Biblioteca Escolar da EEEM Dr Dionísio Bentes de Carvalho em Rondon do Pará. Formado em Letras pela UFPA e Mestre em Literatura e Crítica Literária pela PUC Goiás.

Rodrigo FernandesRodrigo Fernandes

Rodrigo Fernandes é redator publicitário há mais de 20 anos, com
passagens por reconhecidas agências brasileiras como WMcCann,
Publicis, DPZ e DM9. Formado em Comunicação Social pela UnB, mora em
São Paulo desde 2008 e torce pelo Mengão desde sempre. Encontrou na
crônica uma saída para dizer algumas verdades e rir de si mesmo.

Rose FerrazRose Ferraz

Inspiradora de valores, redatora, criativa,
apaixonada por aprendizagem compartilhada e por projetos colaborativos.
Deu um pontapé inicial na escrita da mesa da cozinha com o “Dona Xícara”, mas gostou mesmo foi de criar o “Tá-que-eu-era...”, um brincar de imaginar e ser, intuitivamente quântico.
Torce para o Flamengo e para o Palmeiras e, de vez em quando, para o Paris Saint-Germain.
Um dia, vestiu a camisa do Saint-Étienne, mas essa já é uma outra história.
Para o mundo publicitário, é a Rose do Primeiro Sutiã; para as crianças, é a Rose que gosta de sentar no chão; e, para si mesma, é só a Rose que gosta de gente e de sol mesmo.

Sergia A.Sergia A.

Sergia A. é mestra em Letras/Literatura. Tem artigo acadêmico e prosa poética publicados pelas revistas eletrônicas Letras em Revista (https://ojs.uespi.br/index.php/ler) e dEsEnrEdoS (http://www.desenredos.com.br/), e conto publicado pela Revestrés (http://www.revistarevestres.com.br/). Edita o blog Palavras de.Lirantes: http://palavrasdelirantes.blogspot.com.br/. É autora do livro Quatro Contos (2018), publicado pela Editora Quimera.

Sérgio GonçalvesSérgio Gonçalves

Carioca, redator publicitário e jornalista. Trabalhou como redator e Diretor de Criação em agências como DM9, Y&R, Talent, Ogilvy, Publicis e muitas outras. Atualmente é sócio e Diretor de Criação da SRV Comunicação.

Tiago NovaesTiago Novaes

Tiago Novaes é escritor, tradutor e doutor em Psicologia pela USP. Publicou o livro de contos "Subitamente: agora" (7Letras), "Algoritmo" (Quelônio) e os romances "Os amantes da fronteira" (Dobra), "Estado Vegetativo" (Callis) e "Documentário" (Funarte), que acompanha o longa-metragem "Herança", dirigido e editado pelo autor. Em 2013, organizou a antologia "Tertúlia: o autor como leitor" (Sesc Edições), elaborado a partir dos encontros que idealizou, realizados no Sesc-SP. Foi finalista dos Prêmios Oceanos em 2015 e Prêmio São Paulo de Literatura em 2008, e obteve bolsas de estímulo da Secretaria da Cultura de São Paulo e Fundação Nacional das Artes (Funarte). Traduziu mais de uma dúzia de livros em ficção e não-ficção. Publicou artigos como correspondente internacional para a Folha de São Paulo, Estadão e BBC-Brasil.

Toninho LimaToninho Lima

Redator, Toninho Lima passou por algumas das principais agências do mercado, como L&M Propaganda (onde começou como estagiário e ganhou seus primeiros prêmios, como Clio Awards e Chicago Broadasting Festival), Propaganda Estrutural, DM9 Bahia, MPM Propaganda, J. Walther Thompson, Artplan, Giovanni FCB, McCann, NBS, novamente Artplan e, por último esteve na Lent/Ag.

Veronica BotelhoVeronica Botelho

Escritora e Counselor multicultural, fundadora do Programa de Multipercepção Cultural, e autora do livro “Meias Verdades”. Graduada em Psicologia (Universidade de Florença), especializada em Psicologia Cultural, auxilia pessoas a interagirem com outras culturas, promovendo empatia e respeito entre os diversos. Pesquisadora incansável, acredita na comunicação positiva para o fortalecimento de uma cultura coletivista. Afro-brasileira e poliglota, viveu em seis países, de diferentes continentes. Mãe de duas meninas, casada com um ítalo-brasileiro, mora na Região da Toscana, na Itália, de onde acompanha a Copa do Mundo.

Wander Cairo LevyWander Cairo Levy

Wander Cairo Levy nasceu antes da primeira copa conquistada pelo Brasil. Ou seja: é penta de cabo a rabo. Espera ser hexa, de preferencia esse ano. Trabalhou em propaganda como redator por quase 50 anos e largou o vício há alguns anos passando a se dedicar a escrever roteiros de curtas e longas metragens. Está com dois filmes no gatilho, esperando pintar a grana para serem produzidos. Como publicitário conquistou todos os prêmios importantes do mercado como Leões de ouro e bronze em Cannes, ouro no festival de NY, Fiap, Colunistas, Clube de Criação de SP e Profissionais do Ano da Globo. Atualmente mora em Porto Alegre depois de anos em São Paulo e Floripa.

Wilton SantanaWilton Santana

Wilton aprendeu futebol na rua e isso o levou ao Maracanã, onde, jogando como meia-esquerda, foi campeão pelo juniores do Flamengo. Também disputou uma Copa do Mundo juvenil pela seleção brasileira. Nos últimos 20 anos, vive entre a quadra e a sala de aula. Fez mestrado e doutorado na Unicamp, é professor do Departamento de Ciências do Esporte da UEL, treinou o juvenil do Corinthians, a seleção brasileira de futsal e escreveu três livros sobre esse esporte. Gosta do jogo de escrever e, talvez por isso, tenha vontade de continuar jogando.