Octávio Novaes

Crônicas publicadas no projeto.

É golpe!!!

Acabou o jogo, 1×1. Resolvi descer, dar uma volta e tentar passar a decepção. No meu ponto de vista, o Brasil jogou mal. Fez o gol e recuou. E o juiz, que tava mais pra Gilmar Mendes do que pra árbitro de futebol, deu vários habeas corpus pros gigantes da cruz branca. Na portaria do prédio estava seu Abelardo que me abriu o portão: – E aí seu Abelardo? –

Leia Mais »

Abelardo 3×0….

Acordo bem cedo. Tomo café. Visto meu confortável moletom, sento no meu confortável sofá, ligo minha confortável tevê e começo a assistir Uruguai e Egito. Dez minutos de jogo, Cavani apara no peito uma bola lançada por Godín, a pelota escorre por seu corpo, o uruguaio prepara o petardo e… acaba a luz!!! Como assim???? Corro e interfono pro porteiro: – Ô seu Abelardo, e a luz? – Ôxe, seu

Leia Mais »

Crônicas publicadas no projeto.

É golpe!!!

Acabou o jogo, 1×1. Resolvi descer, dar uma volta e tentar passar a decepção. No meu ponto de vista, o Brasil jogou mal. Fez o gol e recuou. E o juiz, que tava mais pra Gilmar Mendes do que pra árbitro de futebol, deu vários habeas corpus pros gigantes da cruz branca. Na portaria do prédio estava seu Abelardo que me abriu o portão: – E aí seu Abelardo? –

Leia Mais »

Abelardo 3×0….

Acordo bem cedo. Tomo café. Visto meu confortável moletom, sento no meu confortável sofá, ligo minha confortável tevê e começo a assistir Uruguai e Egito. Dez minutos de jogo, Cavani apara no peito uma bola lançada por Godín, a pelota escorre por seu corpo, o uruguaio prepara o petardo e… acaba a luz!!! Como assim???? Corro e interfono pro porteiro: – Ô seu Abelardo, e a luz? – Ôxe, seu

Leia Mais »