Emanuel Madeira Maschietto

Crônicas publicadas no projeto.

A primeira copa

Para começo de conversa, não sou bom de bola, mas não nego que já me arrisquei a jogar no gramado. Como qualquer moleque, jogava no gol, fui um goleiro bem frangueiro, toda bola que vinha era gol, logo de cara percebi, que devia permanecer no banco, aposentar as chuteiras, e assistir os jogos no aconchego do sofá. Mas vamos falar de Copa. A primeira Copa a gente nunca esquece. Lembro

Leia Mais »

Crônicas publicadas no projeto.

A primeira copa

Para começo de conversa, não sou bom de bola, mas não nego que já me arrisquei a jogar no gramado. Como qualquer moleque, jogava no gol, fui um goleiro bem frangueiro, toda bola que vinha era gol, logo de cara percebi, que devia permanecer no banco, aposentar as chuteiras, e assistir os jogos no aconchego do sofá. Mas vamos falar de Copa. A primeira Copa a gente nunca esquece. Lembro

Leia Mais »