Cristina Dias

Crônicas publicadas no projeto.

Felicidade para quem fica

Difícil esquecer que sou publicitária na hora dos jogos da Copa. A primeira coisa que vejo na tevê são as mensagens que circundam o campo, algumas em palavras que desconheço e adoraria desvendar. Um design sinuoso dá leveza às letras asiáticas. Serão vogais ou consoantes? Termos compostos, adjetivos, substantivos? Mas logo aparecem as letras russas trazendo a lembrança dos cartazes da revolução criados por Maiakovski e suas legendas poéticas, a

Leia Mais »

Pra trás Brasil.

Nunca soube diferenciar muito bem os sons de alguns fogos com os de tiros. Fico na dúvida se me abaixo para não ser atingida ou se vou à janela admirar o show de luzes. Credito essa confusão aos hábitos do meu pai, que costumava comemorar os gols da seleção brasileira com tiros do seu velho 38. Ia até a varanda de casa e dava três tiros para o alto. Eu

Leia Mais »

Crônicas publicadas no projeto.

Felicidade para quem fica

Difícil esquecer que sou publicitária na hora dos jogos da Copa. A primeira coisa que vejo na tevê são as mensagens que circundam o campo, algumas em palavras que desconheço e adoraria desvendar. Um design sinuoso dá leveza às letras asiáticas. Serão vogais ou consoantes? Termos compostos, adjetivos, substantivos? Mas logo aparecem as letras russas trazendo a lembrança dos cartazes da revolução criados por Maiakovski e suas legendas poéticas, a

Leia Mais »

Pra trás Brasil.

Nunca soube diferenciar muito bem os sons de alguns fogos com os de tiros. Fico na dúvida se me abaixo para não ser atingida ou se vou à janela admirar o show de luzes. Credito essa confusão aos hábitos do meu pai, que costumava comemorar os gols da seleção brasileira com tiros do seu velho 38. Ia até a varanda de casa e dava três tiros para o alto. Eu

Leia Mais »